CRP: 06/3917-J
CNES Nº 650559

clinicapsicossoma.blogspot.com.br
CENTRAL DE ATENDIMENTO 11 3892-8499

NOTÍCIAS E ARTIGOS


segunda-feira, 27 de abril de 2015

Psicoterapia: A dor da perda


A morte de alguém que nos é querido traz uma dor profunda e cada um de nós reage e vive esta dor de um modo e num tempo específico. Lidar com a perda e adaptarmo-nos a uma ausência é o que se chama o processo de luto.

No processo de luto passamos por uma fase inicial de negação em que de algum modo continuamos a aguardar um telefonema e cuidamos dos seus bens ("Não é verdade! Não pode ter acontecido..."), a segunda fase é a raiva, onde passamos por um período de revolta com a situação ("porque a mim?! Porque levaram esta pessoa que me é tão querida?!"). A terceira fase é barganha, a negociação, em que tendemos a fazer promessas de nos tornarmos 'melhores pessoas' se nos derem de volta a pessoa (ou situação) perdida. A quarta fase é a depressão, no qual vivenciamos a tristeza – esta pode ser passageira ou pode tomar proporções de maior gravidade. 

Um "luto normal" pode levar até cerca de 2 anos e termina na quinta fase que é a da aceitação, em que conseguimos voltar a criar laços e a dedicar-nos à vida, lembrando-nos de quem partiu com tristeza, mas sem nos devastar emocionalmente.

É importante ressaltar que cada um de nós passa por estas diferentes fases com maior ou menor intensidade e numa sequência própria.

Naturalmente que não existe uma forma certa de elaborar o luto. Este traz sempre sofrimento. O fundamental é no tempo de cada um, ir avançando e procurando outras formas de lidar com a realidade, com a vida. 

Por vezes, poderemos sentirmo-nos demasiado sozinhos ou incompreendidos e, nesse sentido, poderá ser útil procurar ajuda profissional através de psicoterapia individual, familiar ou grupos de ajuda.

A dor do adeus tem de ser vivida para que o reencontro com a vida aconteça de forma harmoniosa.

Por: Fabiana Delvecchio - CRP 06/98961

Compartilhar no facebook


Postagens anteriores



CENTRAL DE ATENDIMENTO 11 3892-8499 / 2779-0455
Psicossoma

Praça Dr. Sampaio Vidal, 265 Conj 32 - Vila Formosa - São Paulo/SP 03356-060